-EPISÓDIOS-

-A SÉRIE-

CONHEÇA AQUI A SÉRIE QUE ABORDA A JORNADA DO LABORATÓRIO DE PRAZERES

CONHEÇA AQUI A SÉRIE QUE ABORDA A JORNADA DO LABORATÓRIO DE PRAZERES

Episódio 1

Nossa compulsão pelo prazer nos esvaziou. Então a gente come muito, bebe muito, trepa muito, fuma muito… E não conseguimos nunca sentir que estamos saciados. Ao contrário, nos sentimos anestesiados. Não há nutrição. Não estamos acostumados a ter abundância de afeto. E como não há essa abundância, que pode ser também do vínculo e do cuidado, vamos nos apegando em relações por poder, por um sentimento de posse. É preciso resgatar a simplicidade do prazer. Deixar-se estar frágil, vulnerável, mas entender que isso é uma condição de todos. É aí que a mágica acontece.

Episódio 2

Quando trazemos o amor para nós mesmos e deixamos o amor fluir de nós mesmos, estamos manifestando a essência do amor. Quando rompemos essa difícil barreira de trocar verdadeiramente com outras pessoas, essa manifestação acontece novamente.  Mas a sociedade está sofrendo por carência. Uma carência que não é de amor, mas de amar. Não conseguem receber o amor que temos para dar. E isso gera sofrimento.

 

Episódio 3

O mundo adulto vem e nos retira da simplicidade. Nos faz esquecer coisas bobas como é gostoso pisar descalço na grama. O mundo adulto nos faz colocar nossos traumas e dores para baixo do tapete porque é preciso pagar o boleto dia 10. E as terapias ajudam muito a cutucar tirar a sujeira escondida da sala. Mas os processos terapêuticos, que são muito sérios, também podem nos desconectar da pureza, da essência. É preciso reencontrar esse estado infantil de se relacionar com o prazer. E este estado que está na experiência com pureza.

Episódio 4

O Laboratório de prazeres vem de uma necessidade de criar uma teia de pessoas presentes querendo desfrutar a vida no planeta, sem a necessidade de jogar fora sua caixinha. Para não ficarmos vazios na normalidade da vida, mas não se perder nos devaneios do espírito. O Laboratório de Prazeres vem para fazer o amor passar por você e ter para onde ir. De partes se faz o inteiro e toda vez que a gente quer ter o inteiro em uma pessoa só a gente se frustra. Mas se você entrega partes do seu amor por aí, você se faz um ser completo.

Episódio 5

Está nascendo uma nova rede. Uma teia de pessoas que estão dispostas a se relacionar com mais presença, com mais verdade. Está nascendo uma rede que está baseada na experiência, não no racional. Uma rede que acredita que essa Matrix em que vivemos nada mais é do que uma brincadeira para que possamos evoluir. Uma rede que está além da terapia.